.........

Conab planeja rede no RS

.........

Fonte:  Correio do Povo | Conab

Com o risco de apagão provocado pela insuficiência de unidades armazenadoras enquadradas nos critérios para armazenar GRÃOS dos estoques públicos no Rio Grande do Sul, ganhou força nas últimas semanas a criação de uma rede própria da COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO (CONAB) no Estado. Embrionário, o projeto é alvo de conversas entre o primeiro escalão dos governos federal e estadual. Duas hipóteses estão em análise para resolver a situação extrema, que desde o começo do ano impede a execução de mecanismos de apoio a comercialização já com verbas liberadas.

A primeira delas é a federalização da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa/RS) a exemplo do que foi feito com a Companhia de Armazéns e Silos de Minas Gerais. Segundo o diretor de Política Agrícola e Informação da CONAB, Silvio Porto, esta seria a alternativa mais viável já que, com baixo investimento, pelo menos metade das 22 unidades da Cesa seria facilmente credenciada. Hoje, seis estão aptas a estocar para a União. Entretanto, é preciso que o governo gaúcho manifeste interesse na operação que colocaria o governo federal no comando. A coordenação do Palácio Piratini estuda essa possibilidade, que, contudo enfrenta resistência na Secretaria da Agricultura.

A segunda alternativa, mais cara e demorada, é a construção de unidades públicas de armazenagem. Até o começo do próximo mês, a CONAB irá propor que o orçamento da União de 2012 contenha verba para esta finalidade. Há pelo menos 40 anos o governo federal não investe em construções neste setor, no Estado. Considerando a obra civil, documentação e licenciamentos, a ativação de um silo de escala comercial demora hoje seis meses. No caso de obra pública, com dependência de dotação orçamentária e licitações, esse prazo dobra, calcula o gerente comercial da Industrial Page, Amilcar Rostro, empresa de silos e equipamentos de Santa Catarina. Hoje, o custo aproximado de uma estrutura completa para 12 mil toneladas chega a R$ 4 milhões.