.........

Conab mantém previsão de produção recorde de grãos para a safra 2011/2012

.........

Destaque do levantamento divulgado nesta quinta foi para o milho segunda safra, que teve aumento de 73%

Jean Pimentel

Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

Volume representa um crescimento de 3,1 milhões de toneladas, 1,9% a mais que a obtida no período 2010/2011

O 12º levantamento da produção de grãos da safra 2011/2012, realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgado na manhã desta quinta, dia 6, confirma o recorde de 165,9 milhões de toneladas. O volume representa um crescimento de 3,1 milhões de toneladas, 1,9% a mais que a obtida no período 2010/2011, quando atingiu 162,8 milhões.

A exemplo do levantamento anterior, o destaque continuou sendo para o milho segunda safra, onde as condições favoráveis da cultura foram mantidas nas áreas de maior produção. O aumento foi de 73%, o equivalente a 16,4 milhões de toneladas sobre a última safra, alcançando 38,86 milhões de toneladas. A estimativa para as safras consolidadas (primeira e segunda safras) cresceu 26,7%, o que corresponde a 15,32 milhões de toneladas, totalizando 72,73 milhões de toneladas do cereal.
Também foram confirmadas a queda da soja (8,9 milhões de toneladas) e do arroz (dois milhões de toneladas). As condições climáticas desfavoráveis continuaram sendo as principais causadoras desta redução, principalmente nas fases de desenvolvimento das culturas, quando as mais prejudicadas foram as lavouras de milho e de soja nos Estados da região Sul, parte do Sudeste e no sudoeste de Mato Grosso do Sul. A forte estiagem nos Estados nordestinos que tiveram perda em todas as culturas também contribuíram para os prejuizos. A produção da safra na região caiu 22 % em relação à safra passada, ou seja, 3,53 milhões de toneladas de produtos.       
Área

O levantamento também divulgou a estimativa total de área plantada, que foi de 50,86 milhões de hectares, um crescimento de 2% ou 982,9 mil hectares a mais que a da safra 2010/2011, quando atingiu 49,87 milhões de hectares.        
A área cultivada do milho de segunda safra apresentou um crescimento de 23,1%, o equivalente a 1,43 milhão de hectares. Na sequência, a soja registrou aumento de 3,6% ou 861,2 mil hectares. Já as culturas de arroz e feijão indicaram redução na área devido a problemas na comercialização, dificuldades climáticas na região Nordeste, falta de água nos reservatórios e aumento no custo de produção.
O próximo levantamento de grãos está previsto para o dia nove de outubro e será o primeiro relativo ao período 2012/2013.

CONAB

Fonte: Ruralbr