.........

COMEÇA A VISITA | Tapete vermelho para os russos

.........

Equipe foi recebida na noite de ontem no aeroporto Salgado Filho e hoje inicia vistorias

Tapete vermelho no desembarque em Porto Alegre é apenas um dos detalhes da recepção à comitiva russa que a partir de hoje visita frigoríficos e um dos laboratórios do Ministério da Agricultura no Estado. Os cuidados especiais se justificam. Uma boa impressão dos visitantes pode significar o final do embargo à carne brasileira.
– Queremos recebê-los bem e mostrar que estamos preparados – afirma Francisco Signor, superintendente do Ministério da Agricultura no Estado.
Pelo roteiro inicial, seriam sete frigoríficos avaliados nesta semana. Mas os três técnicos que inspecionariam o Frigorífico Silva, em Santa Maria, e o Frigorífico Marfrig, em Alegrete, de abate de bovinos, só devem chegar na próxima semana.
Os seis técnicos irão se dividir a partir de hoje em duas equipes, com três pessoas cada. A primeira parada será em Lajeado, nos dois frigoríficos da Brasil Foods. No final do dia, uma equipe segue até Garibaldi, onde visita o Frigorífico Frinal na quarta-feira. Outra irá para Santo Ângelo, onde ficará hospedada durante a vistoria às duas plantas do Alibem (veja o roteiro da missão no quadro ao lado).
– O Ministério da Agricultura organiza tudo, mas não temos detalhes. Imagino que a visita dure cerca de quatro horas, nas quais analisam toda a documentação, os procedimentos de higienização e de abate do frigorífico – explica Luiz Fernando Roman Ross, diretor comercial do Frigorífico Frinal.
A preocupação da comitiva é com condições de higiene, documentação e controle da produção.
roberto.witter@zerohora.com.br

ROBERTO WITTER

O novo roteiro

HOJE

– Brasil Foods, abate de aves, Lajeado

– Brasil Foods, abate de suínos, Lajeado

AMANHÃ

– Frigorífico Alibem, abate de suínos, Santa Rosa

– Frigorífico Frinal, abate de aves, Garibaldi

QUINTA-FEIRA

– Frigorífico Alibem, abate de suínos, Santo Ângelo

– Laboratório do Ministério da Agricultura em Porto Alegre

Fonte: Zero Hora