.........

Com entressafra, preço ao produtor nacional avança

.........

Os produtores brasileiros receberam este mês, em média, R$ 0,929 por litro de leite entregue em abril aos laticínios, mostra levantamento da Scot Consultoria. O valor subiu 1,6% em relação ao pagamento anterior. De acordo com Rafael Ribeiro, analista da consultoria, a alta se deve ao período de entressafra, uma vez que a produção vem em queda desde o fim do ano passado.

Embora o mercado esteja em alta, ele observa que as variações têm sido menores que há dois anos, quando a cotação do leite ao produtor superou R$ 1,00 por litro.

Rafael Ribeiro afirma que a demanda por lácteos melhorou em relação ao começo do ano, mas o ritmo ainda é fraco. Assim, a alta atual decorre muito mais da menor oferta do que do comportamento da demanda.

Apesar disso, Laércio Barbosa, diretor da Jussara, aponta uma reação também nos preços do leite longa vida no mercado. Segundo ele, no começo do mês de maio, as cotações no atacado paulista variavam entre R$ R$ 1,95 e R$ 2,00. Nesta semana, os valores ficaram entre R$ 2,00 e R$ 2,30.

O levantamento da Scot sobre longa vida mostra que o preço no atacado de São Paulo saiu de, em média, R$ 2,11 em abril para R$ 2,25 o litro, em maio. No varejo, a alta foi de R$ 0,01 na mesma comparação, para R$ 2,76.

O atraso na safra de leite do Rio Grande do Sul aumenta a pressão de alta no mercado, concordam Ribeiro e Barbosa. Segundo o analista da Scot, a diminuição das chuvas em abril afetou as pastagens de inverno na região Sul, o que acabou "empurrando" para junho a oferta de leite que começaria a crescer em maio.

Fonte: Valor | Por Alda do Amaral Rocha | De São Paulo