Celebridades apoiam campanha contra novo Código Florestal Brasileiro

Fonte:  Globo Rural

A pedido do cineasta Fernando Meirelles, personalidades gravam videodepoimentos contra as alterações da lei ambiental no país

por Por Juliana Bacci

Editora Globo

Da esquerda para a direita, Rodrigo Santoro, Arnaldo Antunes e Wagner Moura, com cartazes de divulgação da campanha #florestafazadiferença. (Fotos: Divulgação)

O ator Wagner Moura estava em Los Angeles, nos Estados Unidos, quando recebeu um e-mail do cineasta Fernando Meirelles para participar de um novo projeto. Ao contrário das grandes produções audiovisuais para as quais o artista está acostumado a ser escalado, o convite se resumia a um apelo simplório: gravar um depoimento que pudesse contribuir com a campanha #florestafazadiferença.
Lançada em junho, a mobilização é uma iniciativa do Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável, formado por 152 organizações da sociedade civil brasileira. Os envolvidos reivindicam que o projeto de lei para a alteração do Código Florestal Brasileiro, aprovado pela Câmara dos Deputados em maio deste ano, seja recusado pelo Senado.
Meirelles, que se classifica como “fazendeiro atípico” por cuidar nas suas horas livres de uma plantação de café e cana-de-açúcar localizada em Rifaina, interior paulista, espontaneamente apoiou a causa. O cineasta gravou um vídeo caseiro com sua opinião sobre o assunto para, em seguida, espalhar a missão entre seus contatos. Em apenas duas semanas, 25 depoimentos foram coletados. A única regra para as gravações é que “nem um litro de gasolina fosse gasto com a produção dos vídeos”, como explica Meirelles. Os depoimentos foram produzidos com equipamentos pessoais como celulares e câmeras de computadores. A qualidade técnica foi deixada de lado em função doconteúdo do material.
Além de Moura, Gisele Bündchen, Alice Braga, Marcos Palmeira, Bruna Lombardi, Rodrigo Santoro, Denise Fraga,Felipe Camargo e Fernanda Torres estão entre os que voluntariamente contribuíram com a causa. Mas, segundo Meirelles, os depoimentos não param de lotar a sua caixa de e-mail. “Estamos finalizando o material de mais dez personalidades”, conta.
O sucesso da iniciativa obrigou o cineasta a expandir o destino inicial de sua mobilização. “No começo, pensava apenas em enviar estes vídeos para os 81 senadores envolvidos na aprovação do Código Florestal, mas o material merece maior divulgação para atingir, principalmente, aqueles que ainda pensam que comida nasce no supermercado”, diz.
As produções foram apresentadas, com exclusividade, à imprensa na sede da produtora O2 Filmes, em São Paulo, nesta terça-feira (18/10). Para João Paulo Capobianco, representante do Instituto Democracia e Sustentabilidade(IDS), a participação de personalidades enriquece a #florestafazadiferença. “A campanha ganha outra dimensão”, afirma. Beloyanes Bueno, coordenador de mobilização da Fundação SOS Mata Atlântica, tem opinião semelhante. “Os artistas tornam a questão do Código acessível para todos. O público toma como exemplo a campanha e percebe aimportância das florestas”, conclui.

Clique aqui e assista aos depoimentos de Gisele Bündchen, Alice Braga, Wagner Moura, Fernando Meirelles, José Eli da Veiga, Marcos Palmeira e Ricardo Abramovay: