.........

Carne Fria, do Ibama, mira frigoríficos do PA e TO

.........

Em operação de combate ao desmatamento na Amazônia, o Ibama embargou nesta semana dois frigoríficos da JBS e outras 13 empresas acusadas de comprar gado bovino oriundo de áreas de desmate ilegal. Batizada de Carne Fria, a ação é resultado de uma investigação iniciada há três anos e não tem relação com a ação da Polícia Federal contra fraudes em frigoríficos, deflagrada na semana passada.

Segundo o Ibama, a JBS e outros frigoríficos nos Estados do Pará e de Tocantins desrespeitaram Termos de Ajuste de Conduta (TAC) assinados após negociação com o Ministério Público Federal, pelos quais essas empresas haviam se comprometido a não comprar boi de propriedades rurais com áreas embargadas por desmatamento ilegal.

Ao todo, a investigação identificou a venda de 58 mil cabeças de bovinos (90% compradas pela JBS) provenientes de 50,7 mil hectares embargados em território paraense. Essas áreas, segundo o Ibama, estão identificadas e disponíveis na internet para consulta pública.

Na terça-feira, a reportagem acompanhou a operação do Ibama no frigorífico da JBS em Redenção, a 890 km ao sul de Belém. A outra unidade da JBS autuada está em Santana do Araguaia (PA). Houve ações semelhantes em empresas de outros municípios do Pará e do Tocantins.

A JBS e outras empresas foram multadas e passam a ser obrigadas a provar ao Ibama que o boi a ser comprado não tem origem em fazendas com área embargada. A medida é por tempo indeterminado, mas cabe recurso judicial. Por meio da assessoria, a JBS negou qualquer irregularidade e afirmou que irá contestar da autuação do Ibama.

Por Folhapress, de Redenção (PA)

Fonte : Valor