.........

Cargill cortará força de trabalho em 1,4%

.........

Fonte: Globo Rural

O motivo, segundo a companhia, é a contínua fraqueza da economia global

por Agência Estado

Divulgação/Cargill

A Cargill atua em diversos setores como armazenamento de grãos, processamento de carnes e comercialização de energia

A companhia norte-americana Cargill informou que reduzirá em cerca de 1,4% a sua força de trabalho por causa da contínua fraqueza da economia global, como parte dos esforços para cortar despesas e simplificar as operações.
De acordo com Mike Fernandez, vice-presidente de Assuntos Corporativos da empresa, os cortes são necessários para melhor posicionar o grupo para o crescimento. "As condições econômicas mudam, assim também devemos [mudar]", afirmou ele. A Cargill revelou que a maior parte das demissões – cerca de 2 mil de uma força de trabalho de 138 mil empregados – acontecerá nos próximos seis meses no mundo todo.
Elas se basearão nas recomendações das unidades de negócios da companhia e terão como foco a melhor forma de alocar os recursos. A Cargill – que atua em diversos setores como armazenamento de grãos, processamento de carnes e comercialização de energia – recentemente informou que está concentrada na recuperação dos resultados corporativos.