.........

Campus do Agronegócio será mantido no Parque de Exposições

.........

Governo vai manter campus do agronegócio no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco (Foto: Gleilson Miranda/ Secom Acre)
Concebido pela Secretaria de Estado de Agropecuária (Seap) como um espaço para palestras e apresentação de modelos de sistemas de produção durante a Expoacre 2015, o Campus do Agronegócio deve continuar ativo mesmo após a feira de negócios – encerrada no último domingo (2). A decisão foi anunciada pelo secretário da pasta, José Carlos Reis da Silva, nesta terça-feira (4), durante entrevista coletiva.
saiba mais
Casa de PVC que fica pronta em sete dias é apresentada em feira no Acre
Pesquisadores do AC desenvolvem linha de cosméticos à base de bambu
Segundo Reis, mais de 1,2 mil produtores rurais visitaram o espaço e participaram de capacitações ministradas por especialistas da própria Seap, Embrapa, Sebrae e outros órgãos ligados as áreas de cultivo e negócios. Além disso, puderam conhecer os produtos apresentados por seis empresas privada.
O secretário destaca que foi utilizada uma área de 6,2 hectares, na qual os produtores puderam conhecer diferentes modelos de produção de diversos tipos de cultura, como milho, feijão, melancia, mandioca e forrageiras.
De acordo com o balanço da Seap, durante os dias de Expoacre, foram contabilizados: 12  cultivares de milho, 20 de forrageiras, 3 de sorgo, 3 de feijão, 1 de melancia, 9 de mandioca. Além de frutíferas em consórcio, sistema de irrigação em uso, cursos nas áreas de tratoristas e derivados do leite.

Secretário José Carlos Reis, fez balanço da feira,
nesta terça-feira (4) (Foto: Caio Fulgêncio/G1)
A experiência, considerada positiva pelo governo, deve continuar. "Vamos permanecer com o campus, o Senar [Serviço Nacional de Aprendizagem Rural] dará outros cursos lá dentro. É um local muito bom e já está plantado. As visitas vão ser constantes", afirma Reis.
O secretário enfatiza ainda, que a ideia é estimular a formação da futura geração de produtores rurais. "É importante fazer essa massa crítica nessa juventude que vai discutir a integração lavoura-pecuária, a agricultura de baixo carbono que é fundamental hoje no estado. Esses temas estão no mundo hoje e o Acre está dentro dessas discussões", finaliza.

Fonte : Globo