Campo Futuro levanta custos na criação em tanque de camarão e tilápia na região nordeste

Brasília (04/08/2015) – A Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) realiza, por meio do projeto Campo Futuro, levantamento de custos de produção nas áreas de piscicultura (peixe) e carcinicultura (camarão). Produtores e representantes do setor, junto a técnicos da CNA e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Pesca e Aquicultura), participam de painéis (levantamento de informações) durante toda essa semana nos Estados do Ceará e Rio Grande do Norte.

Segundo Lilian Figueiredo, assessora técnica de pesca e de aquicultura da CNA, é a primeira vez que os custos de produção do camarão serão levantados. “No setor de aquicultura, o programa Campo Futuro deu inicio aos levantamentos em 2014. Por isso, somente agora começamos com a área de carcinicultura”, explicou.

O primeiro painel da rodada ocorreu nesta segunda-feira (03/07) no município de Acaraú (CE), com a coleta de dados do camarão. Em seguida, será a vez do município de Jaguaribara (CE), que receberá o painel sobre piscicultura em tanque rede; e Aracati (CE) com a carcinicultura. Por último, a cidade de Natal (RN) levantará também custos da produção do camarão.

O Campo Futuro é um projeto que alia a capacitação do produtor rural à geração de informação para a administração de preços, de custos e de produção na propriedade rural. A cada encontro do Projeto, um grupo de produtores de uma determinada cultura agrícola ou pecuária definem todos os seus custos de produção com a presença de uma equipe da CNA e a intermediação de um técnico local.

De posse de dados atualizados periodicamente, o “Campo Futuro” disponibiliza informações estratégicas para facilitar a tomada de decisões desse mesmo produtor, mediante o acesso a um completo banco de dados do setor agropecuário, com a evolução sistemática dos custos e da rentabilidade das principais atividades agrícolas e pecuárias.

Assessoria de Comunicação CNA

Fonte : Canal do Produtor