CAMPO ABERTO – VENTOS RUINS PARA A SAFRA

O excesso de chuva e o temporal registrados no Estado no domingo causaram danos à produção. A Emater está fazendo um levantamento das perdas, que devem ser conhecidas nos próximos dias. O assistente técnico regional em olericultura da Emater Lauro Bernardi recebeu relatos de impactos, "em algumas propriedades de forma significativa". Cita o exemplo de produtora de morangos de Cruzeiro do Sul, no Vale do Taquari, que teve estrutura da estufa arrancada pelo vento.

Para o trigo, os ventos fortes provocaram acamamento (quando a lavoura deita), o que leva à perda de produtividade. No arroz, é o excesso de chuva atrapalha o plantio. Até agora, 30 mil hectares foram plantados, quando o normal seriam mais de 100 mil hectares.

gisele.loeblein@zerohora.com.

Fonte : Zero Hora