CAMPO ABERTO – SERRANO E ESTADUAL

Com a adesão ao Susaf (sistema estadual que permite a venda fora do município de origem) a agroindústria Sopro do Minuano poderá vender o típico queijo serrano em todo o Rio Grande do Sul. O empreendimento, de São Francisco de Paula, foi o primeiro desse produto a conseguir a habilitação. E a novidade alimenta projeções de bons negócios para os proprietários.

– Hoje, produzimos 10 quilos por dia, mas temos estrutura para 250 quilos – afirma José Luiz Marques Cardoso.

Ao se ajustar às exigências sanitárias para aderir ao Susaf, ele criou uma oportunidade de melhor colocação no mercado. Mas sabe que é preciso ter paciência. A estimativa é de que para chegar à meta traçada será preciso esperar cerca de um ano.

Cardoso, 60 anos, trabalha ao lado da mulher, Inez, (na imagem no detalhe) e conta com a ajuda do filho.

A receita vem dos tempos de criança, quando acompanhava a forma artesanal da família produzir o queijo. A propriedade também é certificada como livre de brucelose e tuberculose bovina.

– O maior benefício dessa conquista é social. O queijo serrano faz parte da nossa cultura – afirma Rafael Bertuol Marques, secretário de Agricultura e Desenvolvimento Econômico de São Francisco de Paula.

Outro ponto positivo é a aproximação de produtores com o sistema de inspeção. Programa municipal busca regularizar a situação das agroindústrias.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora