CAMPO ABERTO – PERDAS NO SUL

Cresce o número de municípios da Zona Sul que pretendem declarar situação de emergência em razão da estiagem. Em Amaral Ferrador, Morro Redondo e Pedras Altas, onde as prefeituras já tomaram a iniciativa, as perdas somadas nas lavouras de milho, soja, feijão e fumo e na pecuária alcançam R$ 55 milhões, conforme levantamentos que basearam os decretos, elaborados pela Emater. Só em Pedras Altas o prejuízo é estimado em R$ 32,3 milhões.

– A situação é preocupante. Mais municípios vão fazer o mesmo – diz o assistente técnico de sistemas de produção vegetal do escritório regional da Emater em Pelotas, Evair Ehlert.

Pelo menos outras 12 prefeituras da Zona Sul também solicitaram laudo para fundamentar o decreto de emergência. Entre elas, as de São Lourenço do Sul, Pelotas, Jaguarão, Piratini e Canguçu (foto acima).

Cultura de maior peso econômico, a soja já tem uma perda de produtividade irreversível de cerca de 20% nos 22 municípios da região, avalia Ehlert. Na região, foram plantados com a oleaginosa cerca de 360 mil hectares nesta safra. O rendimento esperado, de 55 sacas por hectare, deve cair para R$ 40. Levando-se em consideração o preço de R$ 65 por saca, serão pelo menos R$ 350 milhões que os produtores deixarão de faturar.

CAIO CIGANA

Fonte : Zero Hora