.........

CAMPO ABERTO – NA TEMPERATURA DO MERCADO

.........

Na arrancada dos remates de primavera, os resultados em pista têm refletido a realidade da pecuária, com preços menores em relação a igual período do ano passado. No sábado, o remate Selo Racial (que engloba as cabanhas Cia Azul, Rincon Del Sarandy, Corticeira, Ave Maria e Tradição Azul) vendeu 95% da oferta de 250 touros e 320 fêmeas. A maior média ficou com a raça angus: R$ 8,76 mil para machos e R$ 4,37 mil para fêmeas. Os organizadores não divulgaram faturamento e média geral. Segundo Reynaldo Salvador, da Cia Azul, as médias ficaram entre 10% e 15% menores em relação a 2016.

– A liquidez dos machos foi muito boa. A economia começou a se movimentar e, com isso, a demanda por carne de qualidade deve crescer – estima Salvador, que projeta retomada do setor até dezembro.

Responsável pelo comando do martelo no leilão da Espinilho e Reconquista, Marcelo Silva, da Trajano Silva Remates, também afirma que as vendas ficaram "dentro do esperado em relação ao que vem ocorrendo neste início de temporada de primavera da pecuária gaúcha". O leilão, realizado na sexta-feira no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, somou R$ 1,12 milhão, com média geral de R$ 6,6 mil nas fêmeas e R$ 7,99 mil nos machos.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora