.........

CAMPO ABERTO – LUPA NA PRODUÇÃO

.........

O Estado acaba de aderir formalmente ao Programa de Rastreabilidade e Monitoramento de Alimentos (Rama), parceria da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) com a Associação Gaúcha de Supermercados (Agas). A iniciativa, com participação voluntária dos supermercadistas, atesta a qualidade dos alimentos para o consumidor – o que inclui análise de resíduos de agrotóxicos. Mas o acompanhamento, do cultivo ao varejo – também beneficia o produtor.

– Além de mais segurança, ampliamos a participação em mercados exigentes e organizados – detalha o produtor de citros Fabiano Val Grol, também da Distribuidora de Frutas Vale do Caí.

Presidente da Agas, Antonio Cesa Longo, lembra que frutas, verduras e legumes estão em expansão no varejo. Representaram 9,1% das vendas em 2016 – ante 6,4% em 2012.

Giampaolo Buso, da PariPassu, empresa que assessora a Abras no projeto, diz que o maior desafio é organizar agricultores em diferentes estágios de desenvolvimento:

– Ao seguir normas, o produtor passa a ser procurado pelo supermercado e não o contrário. Ou seja, se empodera a partir de uma proposta do varejo.

No país, o projeto começou a ser desenhado em 2006. Do total avaliado, 77% estavam em conformidade com as normas no primeiro semestre de 2017 – igual percentual do RS. Em 2016, o índice foi de 72% no Brasil e 65% no Estado.

O projeto da Abras já tem adesão de Comercial Zaffari e Carrefour.

O CONSELHO NACIONAL DOS SECRETÁRIOS DE ESTADO DA AGRICULTURA (CONSEAGRI) TROCOU ONTEM DE COMANDO. OCTACIANO GOMES DE SOUZA NETO, DO ESPÍRITO SANTO, ASSUME O CARGO NO LUGAR DO GAÚCHO ERNANI POLO.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora