.........

CAMPO ABERTO – DETALHES ANTES DA OBRA

.........

O que o Ministério Público pretende com a ação movida contra Bolognesi e Fepam é que sejam feitos mais estudos antes da liberação das obras. O processo foi aberto a partir de levantamento feito pela UFRGS da planície de inundação do Rio dos Sinos (onde está a área do parque Assis Brasil). O local é tido como de grande risco, por conta das cheias.

Foi solicitado, então, à Metroplan realizar levantamento mais detalhado. Segundo Felipe Teixeira Neto, promotor regional ambiental da bacia hidrográfica do Rio dos Sinos, os dados, com informações dos últimos cem anos, responderão a duas perguntas: qual a taxa de recorrência da inundação e o quanto alaga (25 centímetros ou cinco metros?).

? Na dúvida, melhor suspender, até que se tenham mais estudos. A partir daí, se saberá se o empreendimento é viável ? diz.

Na semana passada, houve reunião com a Metroplan. A próxima está marcada para 19 de setembro. Amanhã também será realizada nova audiência da ação movida pelo MP. O promotor afirma que o objetivo da liminar é dar tempo para os levantamentos adequados serem feitos.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora