CAMPO ABERTO – CENÁRIOS INVERSOS

O único alento trazido pelo índice de inflação do agronegócio medido pela Federação da Agricultura do Estado (Farsul) é o de que, na safra 2018, as perspectivas são inversas às do ciclo 2017. Quando estava plantando a safra deste ano (final de 2016), o agricultor encontrou custos em alta. Na hora de vender, no entanto, os preços estavam em baixa, o que trouxe um desequilíbrio para o bolso. No acumulado do ano, os valores recebidos tiveram recuo de 16,4%. No mesmo período, os custos caíram bem menos: 3,83%.

– Em resumo: na safra de 2017 a inflação dos custos estava lá em cima, mas os preços, em baixa. Hoje, o índice de gastos está mais baixo e os preços futuros melhores do que há 12 meses. Podemos ter aí um cenário inverso, embora não na mesma proporção – compara Antônio da Luz, economista-chefe do Sistema Farsul.

R$ 539

bilhões

é o valor estimado pelo Ministério da Agricultura para o valor bruto da produção brasileira neste ano. A quantia representa leve alta de 1,87% e foi calculada com base nos dados do mês de novembro.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora