.........

CAMPO ABERTO – BILHETERIA DA EXPOINTER CONTINUA SEM DEFINIÇÃO

.........

Será preciso correr contra o tempo para garantir a bilheteria da 40ª Expointer. A contratação da empresa responsável pelos ingressos e pelo estacionamento ainda não pôde ser concretizada, apesar de faltar apenas cinco dias para o início da feira, devido a liminar que suspende o processo licitatório (que já havia sido homologado). O governo espera para hoje resposta a recurso.

O secretário da Agricultura, Ernani Polo, diz que a expectativa é de que se reverta a suspensão. Mas se isso não ocorrer, alternativa terá de ser estudada para garantir a operação das catracas e a cobrança de ingressos.

– Vamos dar um jeito. Teremos de fazer contratação emergencial, se for o caso – afirma Polo.

A liminar em vigor foi obtida na Justiça em ação movida pela segunda colocada no processo de licitação. O argumento é o de que houve vícios formais. A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) é responsável pela defesa. Gustavo Petry, procurador assistente do gabinete da PGE que acompanha o processo, diz que o tempo é crucial neste momento:

– Não adianta a liminar ser derrubada na quarta-feira. Existem etapas burocráticas do processo a serem cumpridas pela empresa vencedora.

Ele acrescenta que, se a suspensão for mantida, não haverá tempo hábil para fazer nova licitação. A liminar saiu na terça-feira da semana passada. A secretaria foi notificada um dia depois, e o Estado entrou com recurso na quinta-feira.

A proposta vencedora das bilheterias é da Impacto Vento Norte, no valor de R$ 2,5 milhões. A quantia entra para os cofres públicos, e a arrecadação com os ingressos fica com a empresa ganhadora da licitação.

Em 2016, a feira recebeu mais de 355 mil visitantes nos nove dias do evento. Para este ano, os organizadores estimam pelo menos repetir os números de 2016.

gisele.loeblein@zerohora.com.br zerohora.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora