CAMPO ABERTO – ARROZ DO MERC OSUL: A QUE CUSTO?

Para investigar os motivos de o arroz brasileiro não conseguir ter competitividade diante do produto vindo de países do Mercosul, a Federação da Agricultura do Estado (Farsul) realizou levantamento dos custos de produção e do preço de insumos nos países do bloco. O trabalho se estendeu por três meses e será divulgado amanhã. Foram avaliados esses itens no Brasil, na Argentina e no Uruguai.

– Os resultados revelam as razões pelas quais entra tanto produto dos outros países no Brasil – diz Antônio da Luz, economista do Sistema Farsul.

A ideia não é impedir a entrada do arroz dos países vizinhos, mas saber por que esse produto chega tão facilmente no Brasil.

Na semana passada, entidades de produtores solicitaram intervenção do governo federal no Mercosul – imposição de cotas ou venda distribuída ao longo do ano. Segundo a Federarroz, há concorrência desleal do produto uruguaio e paraguaio.

A EMATER REALIZA HOJE O SEMINÁRIO DE GESTÃO SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR, QUE APRESENTA METAS, EXECUÇÃO E RESULTADOS DO PROGRAMA DESENVOLVIDO PELO ÓRGÃO. O EVENTO SERÁ NA SEDE DA INSTITUIÇÃO, EM PORTO ALEGRE, MAS PODERÁ SER CONFERIDO AO VIVO, A PARTIR DAS 13H30MIN, NO LINK:BIT.LY/SEMINARIOPGS2017.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora