CAFÉ – ROBUSTA – ES deve colher até 7 mi de sacas de café na temporada, diz cooperativa

Falta de chuvas em consequência do fenômeno El Niño teria elevado a ocorrência de pragas na cultura

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Café conilon: produção mundial cresceu 418% em 55 anos
Indicador do café robusta bate recorde nominal
O Espírito Santo deve colher menos café robusta na temporada atual, projeta a Cooperativa Cooabriel, sediada no município de São Gabriel da Palha (ES). A estimativa é de que serão colhidas de 6 milhões a 7 milhões de sacas de 60 quilos. Segundo Edimilson Calegari, gerente da companhia, a falta de chuvas é o principal fator responsável pela queda na produção.

"A chuva na região não foi regular, parcialmente por causa do El Niño", disse Calegari. "Tivemos muito mais problemas com pestes que acompanham o tempo seco, que atacam os pés de café quando não há outra vegetação".

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) projeta que a safra do Espírito Santo vai somar 7,5 milhões a 7,9 milhões de sacas de café robusta, após produção de 7,8 milhões de sacas em 2015. O Espírito Santo registrou produção recorde em 2014, quando foram colhidas 9,9 milhões de sacas de café robusta. Para Calegari, se o estado receber o nível adequado de chuvas, a produção pode voltar a esses patamares.

"Os produtores estão plantando menos em alguns casos e só cultivam o que sabem que poderão irrigar", disse ele. "No entanto, a produção pode crescer porque estão utilizando variedades mais produtivas".

As exportações de café robusta do Espírito Santo alcançaram recorde no ano passado, apesar da queda na produção na comparação com 2014. A desvalorização do real ante o dólar pressionou as cotações da commodity no mercado internacional.

Produtores e cooperativas vêm esvaziando seus armazéns, vendendo cafés de safras passadas para atender à demanda, mas logo não haverá mais essa opção, disse Calegari. "Nossos estoques estão muito baixos e podem acabar antes do início da colheita", disse ele.

Fonte : Canal Rural