CAFÉ – Exportações de café batem recorde histórico para o mês novembro

Desempenho foi 6,9% superior em comparação ao ano anterior e embarques totais de 2015 devem superar as 36 milhões de sacas

café-verde-saca-exportação (Foto: David Joyce/CCommons)

Do total enviado ao exterior, foram 78,3% de arábica, 12,1% de robusta, 9,6% de café solúvel e 0,1% de torrado e moído (Foto: David Joyce/CCommons)

Em novembro de 2015, o Brasil bateu recorde de exportações totais de café para o mês na base histórica. Foram 3.371.073 sacas embarcadas, alta de 6,9% na comparação com o ano anterior. Segundo dados do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (CeCafé), divulgados nesta quarta-feira (9/12), a receita cambial foi de US$ 498.341 mil, destacando o incremento de 14,1% nos embarques de café arábica e de 12,2% de solúvel. Do total enviado ao exterior, foram 78,3% dearábica, 12,1% de robusta, 9,6% de café solúvel e 0,1% de torrado e moído.

A entidade afirma que números foram "surpreendentes" já que os cenários nacional e internacional preocupam os cafeicultores. Entre os problemas estão a desaceleração da economia chinesa e, consequentemente, a redução das importações; a expectativa de alta nas taxas de juros dos Estados Unidos e as chuvas nas regiões produtoras. Todos esses fatores contribuíram para a redução de 3,3% nos preços da commodity no mês de novembro em comparação a outubro de 2015.

saiba mais

"Além disso, o Brasil viveu (e vive) um momento político e econômico difícil como a greve de caminhoneiros em novembro, rumores sobre a saída do ministro da Fazenda e impeachment da presidente, que travaram a agenda do governo e dificultaram os avanços no ajuste fiscal necessário para equaliza r as contas públicas e ter um controle efetivo da inflação", informa o relatório.

Com o resultado de novembro, a CeCafé estima que em 2015 o Brasil deve superar os 36 milhões de sacas de café exportadas. De janeiro a novembro, já alcançaram o volume embarcado de 33.520.731 sacas, 1% superior em comparação ano passado, e receita cambial de US$ 5,626 bilhões. No acumulado dos últimos 12 meses (dezembro/2014 a novembro/2015), a exportação média está acima dos 36 milhões de sacas.

O CeCafé destaca ainda  o desempenho do café conillon. "No período (de janeiro de 2015 a novembro de 2015), o café conillon apresentou o importante crescimento de 35% em relação ao período passado, ainda em decorrência da pouca oferta de café vietnamita e de outras origens, alcançando o volume embarcado de 4.042.505 e indicando o provável recorde da exportação dessa variedade no corrente ano", diz a entidade no boletim.

Cafés especiais

A exportação de cafés diferenciados teve um crescimento de 10,9% em comparação ao ano anterior e representou 24,8% dos embarques totais de café do Brasil no período de janeiro a novembro desse ano, com o volume de 8.311.573 sacas. 89% dos embarques destes cafés especiais foram para EUA, Suécia, França, Espanha, Reino Unido, Canadá, Bélgica, Japão, Itália e Alemanha, nesta ordem.

"O Brasil também manteve ampliado os volumes exportados para todos os continentes, com exceção da Europa e da América Central, com destaque ao crescimento de 19% para os países produtores, 17% no Oriente Médio, 9% Países Árabes e 43% no Mercosul", finaliza o boletim.

POR TERESA RAQUEL BASTOS

Fonte: Globo Rural