.........

Boa nova

.........

A provável suspensão do embargo russo aos frigoríficos gaúchos trará alivio ao setor, impedido de vender para um dos principais mercados externos da carne brasileira. A missão também deve abordar a questão da carne suína que, nesse período, se viu obrigada a buscar outros mercados. Conseguiu, por exemplo, expandir suas exportações para a Ásia. E, mais importante, ampliou sua participação no mercado interno, concorrendo com as tradicionais carnes de frango e bovina – esse, sim, o grande mercado ainda pouco explorado. No caso de Santa Catarina, que já conseguiu vender carne fresca para os Estados Unidos (graças à condição de área livre de febre aftosa sem vacinação), a situação é ainda mais confortável. No final das contas, o embargo acabou reduzindo a dependência do mercado russo. Como se diz no Interior, há males que vêm para o bem.

Fonte:  Zero Hora | OLHAR DO CAMPO | Irineu Guarnier Filho