.........

Biogénesis Bagó reforça investimentos no Brasil

.........

A indústria veterinária argentina Biogénesis Bagó quer triplicar seu faturamento no Brasil até 2020. Para atingir a meta, a companhia promete investir R$ 30 milhões no lançamento de novos produtos no país e mais US$ 26 milhões para expandir as unidades que tem na Argentina para atender à demanda brasileira.

O diretor-geral da Biogénesis no Brasil, Marcelo Bullman, afirmou ao Valor que a empresa vislumbra faturar R$ 270 milhões no país em 2020, ante os atuais R$ 90 milhões. Se conseguir, poderá ingressar na lista das dez maiores companhias de saúde animal do mercado brasileiro, cujas vendas giram em torno de R$ 4,5 bilhões por ano.

À frente dos negócios da Biogénesis Bagó no Brasil desde dezembro, o argentino Bullman aposta no lançamento de vacinas, principalmente para bovinos. A empresa lançará vacinas contra clostridiose e voltadas à reprodução – que serão usadas no procedimento de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF). A Biogénesis também lançará antibióticos e anti-inflamatórios.

Hoje, a vacina contra o vírus da febre aftosa encabeça o portfólio da companhia no Brasil – responde por cerca de 35% das vendas. A Biogénesis vende no país, por ano, 33 milhões do doses da vacina, que é importada da Argentina. Ao todo, esse mercado movimenta anualmente 330 milhões de doses.

Segundo Bullman, o lançamento de produtos será viabilizado pela ampliação do parque fabril na Argentina. O executivo evitou dar detalhes, mas disse que uma fatia menor dos US$ 26 milhões que serão investidos no parque fabril serão destinados à pequena unidade que a Biogénesis tem em Araçoiaba da Serra, no interior de São Paulo.

Com a ofensiva até 2020, Bullman espera que o Brasil mantenha sua relevância para a Biogénesis, ainda que a importância do país tenda a diminuir, em termos relativos.

No início do ano, a empresa argentina inaugurou uma fábrica de vacinas contra aftosa na China. Com potencial para produzir 400 milhões doses por ano, trata-se da maior planta do gênero no mundo. Construída em sociedade com os chineses da Hile Biotechnology, a nova fábrica pode fazer com que a China se torne o segundo principal mercado da companhia – hoje, é o Brasil que ocupa o posto. Em todo o mundo, as vendas da Biogénesis são de US$ 160 milhões ao ano.

Por Luiz Henrique Mendes | De São Paulo

Fonte : Valor