Banco do Brasil passa a liberar custeio agrícola renovável por cinco anos

Banco do Brasil passa a liberar custeio agrícola renovável por cinco anos

O Banco do Brasil passa a liberar linha de crédito para custeio agrícola renovável por até cinco anos, o que permitirá menos burocracias e custos cartoriais aos produtores. Para o setor produtivo mato-grossense a novidade é vista com bons olhos desde que vendas casadas não sejam realizadas.

A decisão do Banco do Brasil já foi informada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Segundo o gerente da Comissão de Política Agrícola da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Frederico Azevedo, a entidade já solicitou ao Banco do Brasil informações de como funcionará o custeio agrícola renovável por cinco anos.

“O que percebemos no momento é que teremos menos burocracias e custos cartoriais. Entramos em contato com o Ministério da Agricultura e este confirmou a novidade. Vemos com bons olhos, contudo desde que não se atrele a outros produtos do banco, ou sejam desde que não haja venda casada”, declarou o gerente da Comissão de Política Agrícola da Aprosoja-MT.

Fonte: CenárioMT

Publicado Sexta-Feira, 12 de Setembro de 2014, às 09:35 | CenárioMT COM OLHAR DIRETO