.........

Autorizada a importação de 6 mil sacas

.........

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) informou ontem, em nota, que autorizou a indústria de café solúvel a importar 5,893 mil sacas de café robusta do Vietnã por meio do regime de drawback. Mas ponderou que não houve efetivamente importação do produto até agora.

Horas antes de o Midc enviar o comunicado à imprensa, o ministro da Pasta, Marcos Pereira, havia informado, erroneamente, durante encontro com jornalistas para balanço de um ano de sua gestão, que o ministério havia autorizado a importação de 500 mil sacas de café robusta.

O ministério precisou corrigir a informação, dizendo que, na verdade, "ficou definido que as empresas de café solúvel não poderão importar volumes superiores a 500 mil sacas, o que representa menos de 5% da produção nacional, de forma a complementar a oferta interna".

A Pasta ainda afirmou que recebeu quatro pedidos de importação de café robusta produzido no Vietnã, por meio de drawback, "devido ao não aparecimento de interessados em vender o produto nos dois leilões privados realizados pela Conab no dia 22 de março". Esses pedidos totalizam as 5,9 mil sacas.

A decisão do Mdic acontece a despeito do fato de o presidente Michel Temer ter anunciado em fevereiro que qualquer processo de importação de café está suspenso no país. Isso pode atrapalhar os planos da indústria a comprar o café vietnamita. Além disso, para importar a indústria precisa pedir anuência prévia ao Ministério da Agricultura, processo que pode demorar até 60 dias.

  • Por Cristiano Zaia | De Brasília
  • Fonte : Valor