Associação prevê aumento da produção brasileira de soja

Se confirmada, safra será 3,3% maior que a anterior, diz Abiove.
Exportação em 2016 foi estimada em 55 milhões de toneladas.

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) elevou nesta segunda-feira (14) sua previsão de produção de soja do Brasil em 2015/16 para 99,4 milhões de toneladas, ante 98,6 milhões de toneladas na projeção de novembro. Se confirmada, a safra será 3,3% maior que a anterior, estimada em 96,2 milhões de toneladas.

Colheita de soja e milho supera expectativas em Alagoas (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

Associação prevê aumento da produção de soja no país (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

A estimativa de processamento também foi elevada, e deve alcançar 40,7 milhões de toneladas em 2016, o que representa um aumento de 0,7% na comparação com o previsto para 2015. Há um mês, a Abiove projetava que 40,5 milhões de toneladas seriam processadas no próximo ano.

A exportação em 2016 foi estimada em 55 milhões de toneladas, um aumento de 2,2% na comparação com a projeção do mês passado (53,8 milhões de t). O número representa aumento de 1,9% na comparação com o estimado para 2015, de 54 milhões de toneladas.

Conforme a associação, a produção de farelo de soja em 2016 deve alcançar 30,9 milhões de toneladas, alta de 0,7% ante o previsto no mês passado e de 1% ante 2015.

A estimativa de produção de óleo em 2016 foi mantida em 8,05 milhões de toneladas, alta de 0,6% ante 8 milhões de toneladas da projeção de 2015.

Safra 2014/15
As indústrias processadoras de óleos vegetais aumentaram em 1,1% a estimativa de produção de soja do Brasil em 2014/15 para 96,2 milhões de toneladas. Em novembro, a expectativa era de 95,2 milhões de toneladas. A projeção de exportação em 2015 foi elevada para de 54 milhões de toneladas de 53 milhões de toneladas da estimativa de novembro. Se confirmado, o volume embarcado será 18,2% superior ao apurado no ano passado.

A Abiove aumentou a previsão de processamento este ano para 40,4 milhões de toneladas, de 40,1 milhões de toneladas na projeção anterior. A produção de farelo neste ano também foi ajustada para cima e agora é esperada em 30,6 milhões de toneladas, avanço de 6,4% ante 2014. A produção de óleo de soja foi elevada em 0,6%, para 8 milhões de toneladas. Na comparação com o ano passado, a fabricação de óleo deve subir 7,5%.

Fonte : Globo