.........

Após atraso inicial, MT conclui plantio de soja

.........

O atraso na semeadura da safra 2014/15 de soja em Mato Grosso, provocado pela escassez de chuvas no início de outubro, deu lugar a uma conclusão tranquila do plantio na última semana. Favorecidos pela regularização das precipitações em novembro, os trabalhos estavam encerrados em 99,5% da área prevista até a última quinta-feira, ritmo semelhante ao de um ano atrás, indica levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

"Tivemos replantios, mas nada significativo. As chuvas se normalizaram e a germinação está vindo bem", diz Nery Ribas, gerente-técnico da Aprosoja-MT, associação que representa os produtores locais da oleaginosa. Ribas relata ainda que não há muitos problemas com pragas (nem mesmo com a temida lagarta helicoverpa), mas já existem casos de ferrugem asiática em lavouras comerciais – são oito até o momento, conforme o Consórcio Antiferrugem, liderado pela Embrapa. "A umidade e as temperaturas altas criam condições propícias para o fungo", afirma Ribas.

A previsão do Imea é de uma semeadura de 8,86 milhões de hectares em Mato Grosso, 5% acima de 2013/14. A produção, por sua vez, está estimada em 27,89 milhões de toneladas, alta de 6%. "Só estamos um pouco apreensivos porque as previsões sugerem chuvas para o período de dezembro a fevereiro, o que pode atrapalhar a colheita", diz Ribas.

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3807452/apos-atraso-inicial-mt-conclui-plantio-de-soja#ixzz3LJ25Kcae

Fonte: Valor | Por Mariana Caetano | De São Paulo