Andrade irá deixar o comando do Mapa

O ministro da Agricultura, Antônio Andrade, deve deixar o cargo até abril de 2014. Ontem, durante apresentação de dados de safra da Conab, ele informou que esteve reunido com a presidente Dilma Rousseff e que tratou sobre seu afastamento do governo. Andrade, que é criador de gado e presidente licenciado do PMDB de Minais Gerais, deve abandonar a Pasta para concorrer a uma vaga de deputado estadual ou federal no ano que vem.

O desligamento do ministro já era assunto nos últimos 15 dias em Brasília. Ontem mesmo, alguns nomes eram ventilados para suceder o peemedebista à frente do Mapa. Entre eles, o gaúcho Eliseu Padilha e o senador Waldemir Moka (PMDB/MS). Também especula-se sobre uma solução caseira, que contemplaria o gaúcho Caio Rocha, secretário de Desenvolvimento e Cooperativismo. ‘Em reta final de governo, não se pode arriscar com alguém que execute uma nova política’, pontuou parlamentar de confiança da presidente. Andrade assumiu o Mapa em 16 de março e foi acusado de indicar ‘apadrinhados’ para altos cargos, fato que motivou protestos e greve dos fiscais. Sem recursos após cortes no orçamento, o Mapa enfrente crise interna. Enquanto alguns setores não têm nem papel para imprimir documentos, outros recusam-se a prestar informações em protesto.

Fonte: Correio do Povo