.........

Anater destina R$ 25 milhões para Ater no Rio Grande do Sul

.........

Comunidades indígenas, quilombolas e de pescadores do Rio Grande do Sul (RS) serão atendidas com recursos do governo federal, por meio da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead). Foi assinado, na manhã deste domingo (27), durante a 40ª Expointer, um protocolo de intenções para o investimento de R$ 6,7 milhões em Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para projetos de autossustentabilidade de agricultores familiares. Outro protocolo também foi assinado na ordem de R$ 19, 2 milhões para Ater voltada à gestão de negócios.

Segundo o presidente da Emater/RS, Clair Tomé Khun, 1,5 mil famílias serão beneficiadas com a assistência que terá como foco o melhoramento da gestão das propriedades. “Temos muitas cooperativas de pequeno porte que receberam recursos no passado, no entanto, não vingaram porque não tiveram gestão dos negócios. A nossa ideia é qualificar esses agricultores para que eles consigam administrar o negócio de forma organizada e não entrem em falência”, explicou Clair.

Representando a Sead, o delegado Federal do Desenvolvimento Agrário do RS, Márcio de Andrade Madalena, afirmou que o repasse representa uma das principais buscas do governo, que é desburocratizar a execução dos serviços. “Queremos repassar os recursos de forma ágil, garantir um apoio efetivo aos agricultores e, assim, aumentar a capacidade de comercialização deles. Temos cerca de R$ 300 milhões de capacidade de compra, porém, não conseguimos alcançar porque os agricultores têm dificuldades na questão da organização do negócio”, explicou o delegado.

O repasse será feito via Anater, como forma do governo apoiar diretamente as emateres. “A Ater é catalizadora das demais políticas públicas do governo. Quando conseguimos levar a assistência, conseguimos qualificar todo o resto. E o nosso objetivo é continuar proporcionando Ater”, declarou Valmisoney Moreira Jardim, presidente da Anater. Entenda aqui.

Mais Ater

O mesmo protocolo também garantirá um segundo repasse, no valor de R$ 19,2 milhões, que beneficiará 124 cooperativas até 2020 com serviços de Ater. Mais de 30 mil famílias serão atendidas com assistência em gestão de cooperativas e comercialização para mercados institucionais, como Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Uma equipe multidisciplinar de cerca de 60 extensionistas farão esse serviço. São técnicos nas áreas de contabilidade, advocacia, administração, economia, psicologia, antropologia e assistência social, qualificados para orientar os agricultores. Segundo o presidente da Associação das Pequenas Cooperativas do RS, Marcos Regelin, é preciso investir na organização das cooperativas para viabilizar mercados maiores. “Esse acompanhamento é muito importante nesse momento, porque temos muitas cooperativas que não conseguiram avançar na questão administrativa. Precisam de apoio e de qualificação. Estamos muitos ansiosos e otimistas agora”, afirmou Marcos. A entidade representa 39 cooperativas associadas.

Sobre o evento

A 19ª Feira da Agricultura Familiar, montada dentro da 40ª Expointer, é uma promoção do Governo Federal, por meio da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, pela Secretaria de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo (SDR) e Emater-RS. A comissão organizadora é composta pela Fetag-RS, Fetraf-RS e Via Campesina.

Serviço:

19ª Feira da Agricultura Familiar na Expointer

Data: 26 de agosto a 3 de setembro de 2017

Horário: 8h30 às 20h30

Local: Parque de Exposição Assis Brasil – Esteio (RS)

Ingressos a partir de R$6, mais informações aqui.

Camila Costa
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Assessoria de Comunicação

Fonte : MDA