.........

AGU iniciará cobrança na área do petróleo

.........

O Grupo de Cobrança de Grandes Devedores, da Advocacia-Geral da União (AGU), começará a monitorar e trabalhar na recuperação de créditos milionários devidos à Agência Nacional de Petróleo (ANP) neste segundo semestre. A informação é de Marcelo Siqueira, procurador-geral federal (PGF).

As empresas com dívidas a partir de R$ 5 milhões entrarão no radar do órgão, que já acompanha as grandes multas aplicadas por quatro autarquias: Ibama, Anatel, Aneel e Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

A expectativa do procurador é que, até o fim do ano que vem, todas as 155 autarquias e fundações públicas federais sejam alcançadas pelo trabalho do grupo. Segundo Siqueira, só os quatro primeiros órgãos públicos monitorados têm a receber cerca de R$ 30 bilhões.

Dados da AGU apontam que a Anatel responde por mais de um terço dos créditos: R$ 20,4 bilhões. As dívidas relativas ao DNPM somam R$ 3,3 bilhões. Os valores estão relacionados, por exemplo, a multas e pedidos de ressarcimento aos cofres públicos por exploração e comércio ilegal de minério.

O Ibama tem a receber cerca de R$ 5 bilhões por multas ambientais. E a Aneel tem quase R$ 340 milhões em créditos a serem pagos por empresas do ramo de energia que descumpriram metas de qualidade ou cláusulas contratuais.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/brasil/2737308/agu-iniciara-cobranca-na-area-do-petroleo#ixzz1zeuoAfMS

Fonte: Valor | Por Daniela Martins | De Brasília