.........

AgRural eleva safra de soja para 111,6 milhões de toneladas

.........

A AgRural confirmou as indicações feitas ao longo de março, quando as condições climáticas continuavam favorecendo as lavouras mais tardias, e revisou para cima sua estimativa da safra de soja 2016/2017. A consultoria ajustou sua previsão para 111,6 milhões de toneladas, ante as 107 milhões de toneladas projetados no dia 3 de março. A produtividade foi estimada em 55,3 sacas por hectare e área em 33,6 milhões de hectares.

A estimativa da AgRural coincide com a da consultoria INTL FCStone, que também prevê 111,6 milhões de toneladas. A Agroconsult trabalha com produção de 113,3 milhões de toneladas e produtividade de 55,8 sacas por hectare. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estima a safra brasileira em 108 milhões de toneladas, enquanto a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no mês passado previa 107,6 milhões de toneladas. A Conab divulga sua nova estimativa na próxima terça-feira (11/4).

No caso da AgRural, a consultoria realizou ajustes positivos nas produtividades de todos os estados, exceto Pará e Roraima (inalterados) e Mato Grosso, que teve leve redução causada por excesso de chuva em fevereiro e início de março. “As produtividades estimadas para todos os estados do Centro-Sul do país são recordes”, destaca o sócio-diretor Fernando Muraro, lembrando que divulgará o número final na primeira quinzena de maio. “Até lá, não se descartam novos aumentos de produtividade, especialmente no Norte/Nordeste”, diz ele. O destaque é o Paraná, com produtividade de 61 sacas por hectare.

O levantamento da AgRural aponta que até a quinta-feira desta semana 82% da área de soja do Brasil estava colhida, ante 74% uma semana antes, 85% há um ano e 78% na média de cinco anos. Os trabalhos estão encerrados no Centro-Oeste e muito próximos do fim em São Paulo, Paraná e Minas Gerais.

Milho

A AgRural elevou sua estimativa para a safra de milho verão das 29,3 milhões de toneladas projetadas em 3 de março para as atuais 30,2 milhões, “graças a aumentos de produtividade nos três estados do Sul”. Até quinta-feira, 70% da área de milho verão do centro-sul do Brasil estava colhida.

Para a segunda safra de milho, a AgRural manteve a estimativa de produção praticamente inalterada em relação à de março, em 61,4 milhões de toneladas. “As lavouras se desenvolvem bem, especialmente depois das chuvas registradas nesta semana em áreas do sul de Mato Grosso do Sul e do oeste e norte do Paraná. Mas precipitações também seriam bem-vindas no sul de Mato Grosso, noroeste de Minas Gerais e em pontos de São Paulo”, diz Muraro.


Fonte: Famasul