.........

Agropecuária ocupa metade das terras do RS

.........

A atividade agropecuária corresponde a 46% das terras do Rio Grande do Sul e, em 29% do território, os usos estão associados a lavouras. Os dados constam de publicação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que traz mapas e análises sobre o uso da terra no Estado. Fruto de um estudo que durou três anos, a publicação revela também que as coberturas florestais, associadas principalmente com atividades da lavoura diversificada do pequeno produtor, representam 14% da ocupação das terras no Estado. Já o uso das áreas cobertas por água, como as lagoas, representa cerca de 7% do total de usos.

De acordo com a gerente do Projeto do Uso da Terra do IBGE, Eloísa Domingues, embora o perfil do Rio Grande do Sul seja a agropecuária, as ocupações são numerosas e dinâmicas. “Além da área de colonização, com uma lavoura muito diversificada, apontamos também o avanço de algumas utilizações na campanha, voltadas mais para a área de reflorestamento e da vitivinicultura, que estão se expandindo cada vez mais e mudando o perfil da ocupação e utilização do Estado.”

A publicação inclui uma retrospectiva que relata como foi o povoamento e a ocupação do Rio Grande do Sul, começando pelos povos indígenas, cheap acomplia online depois, espanhóis e portugueses e, mais recentemente, registrando a vinda de imigrantes europeus. Os técnicos buying drugs online avaliaram a contribuição de cada etapa da povoação na configuração atual.

De acordo com Eloísa, as informações contidas na publicação podem subsidiar ações estratégicas e projetos de qualidade ambiental e sustentabilidade socioambiental para planejamentos público e privado, para o meio acadêmico e a sociedade em geral.

Fonte: Jornal do Comércio