.........

Agronegócios – Safra 2017/18 começa com retração

.........

A moagem no Centro-Sul caiu 46,38% na primeira quinzena de abril ante o mesmo período da temporada 2016/17, para 17,662 milhões de toneladas

São Paulo – A primeira quinzena oficial da safra de cana-de-açúcar 2017/18 do Centro-Sul do Brasil teve um ritmo mais lento que o início da temporada passada, divulgou na quinta-feira (27) a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

De acordo com acompanhamento da entidade, a moagem na região caiu 46,38% na primeira quinzena de abril ante o mesmo período da temporada 2016/17, a 17,662 milhões de toneladas.

Em São Paulo, maior estado produtor de cana-de-açúcar, a moagem deve registrar recuo de 49,42%, para 10,525 milhões de toneladas na safra atual em comparação com as 20,808 milhões de toneladas do ciclo 2016/2017.

Ao final da primeira metade de abril de 2017, 159 unidades produtoras estavam em operação, contra 215 em atividade no mesmo período do ano anterior, conforme aponta o relatório da entidade.

Na próxima quinzena, 72 unidades devem iniciar a safra, enquanto outras 26 devem iniciar ao longo da primeira quinzena de maio. A Unica projeta que um total de 275 usinas estarão ativas ao longo de 2017/18 no centro-sul.

Açúcar e etanol

A produção de açúcar seguiu tendência semelhante à da cana, com um total de 704 mil toneladas na primeira quinzena deste mês, ante 1,44 milhão de toneladas no mesmo período do ano passado.

A Unica destacou que a queda na produção quinzenal de açúcar decorreu, além da menor moagem, de uma retração no mix de cana destinada à produção do adoçante.

Enquanto o percentual de matéria-prima transformada em açúcar foi de 41,03% nos primeiros 15 dias de abril de 2016, no mesmo intervalo deste ano atingiu 39,25%.

A produção total de etanol chegou a 687 milhões de litros na quinzena, uma queda de 46,5% sobre um ano antes.

Da redação

Fonte : DCI