.........

AGRONEGÓCIOS – Feira inova as atrações para incrementar negócios

.........

Governador e representantes do setor brindaram com leite no lançamento da programação do evento

Governador e representantes do setor brindaram com leite no lançamento da programação do evento

Um montante de pelo menos R$ 200 mil está sendo injetado na reestruturação da programação da 13ª Feira Nacional de Agronegócios do Sul (Fenasul) e da 40ª Expoleite – que ocorrem entre os dias 24 e 28 de maio, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio – com uma "roupagem diferente" para impulsionar os negócios do setor. O investimento é resultado de captação junto a instituições financeiras, a exemplo do Banrisul, e das entidades envolvidas na organização do evento. Segundo o secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul, Ernani Polo, a ideia de ampliar a temática e dar destaque aos derivados do leite (como manteiga, queijo, iogurte e creme de leite) surgiu da necessidade de deixar os eventos mais atrativos ao público.

"As últimas edições vinham enxugando ano a ano, por isso resolvermos dar um up nos trabalhos, inserindo também outras novidades, como a praça de alimentação, a feira de agricultura familiar, o festival de queijos e diferentes degustações, que vão do iogurte e até o vinho", completa o diretor Administrativo da Farsul, Francisco Schardong. A entidade encabeça a comissão executiva do evento, encarregada da organização da feira. O lançamento oficial da Fenasul/Expoleite 2017 ocorreu ontem, no Galpão Crioulo do Palácio Piratini, que contou com a presença do governador José Ivo Sartori, além de Polo, e de representantes de entidades ligadas ao setor do leite e de outras áreas do agronegócio gaúcho.

Além da divulgação das ações da cadeia leiteira gaúcha, neste ano também haverá a participação de bovinos, caprinos, equinos, feira de terneiros e vaquilhonas, feira de pequenos animais, máquinas e equipamentos agrícolas, a realização do Rodeio Fenasul (organizado pela Federação Gaúcha de Laço), e uma série de shows. Uma das novidades será a produção do Maior Arroz Doce do Brasil promovido pela Sindilat, com participação do Guinness Book. Serão produzidos 8 mil potes do doce no dia 25 de maio. Para tanto, a entidade usará 180 kg de arroz, 1,3 mil litros de leite integral, 560 kg de leite condensado, 90 kg de açúcar; 3,5 kg de canela em pau, 1 kg de cravo, 9 kg de canela em pó e 630 litros de água mineral.

Este ano, a Fenasul/Expoleite passou para as mãos do poder público em parceria com a iniciativa privada, e está sendo promovida pelo governo do Estado, através da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi), em conjunto com Associação dos Criadores de Gado Holandês do RS (Gadolando), Farsul, Fetag, Ocergs, Emater, ABCCC Federação Gaúcha de Laço, Febrac, Sindilat, Apil, subsecretaria do Parque, Fundesa, Simers, Conselho Regional de Medicina Veterinária, prefeitura municipal de Esteio e Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo. "Nas edições anteriores o evento ficava a par unicamente da Gadolando, mas devido às dificuldades financeiras o Estado assumiu a coordenação e cada segmento será responsável por uma parte do evento", explica Schardong.

"Juntos, podemos realizar ações que possibilitem modernizar o setor e o tornar mais sustentável", resumiu Sartori no seu discurso no lançamento do evento. Ao destacar o volume produzido no Estado (4,7 bilhões de litros de leite por ano), o governador chamou a atenção para o fato de que as recentes legislações de controle do setor são um avanço no mercado gaúcho.

"Uma vez que a matéria-prima passa a ser fiscalizada pelos produtores e empresas, pode chegar com maior qualidade no consumidor", avaliou Sartori, após o presidente da Gadolando, Jorge Fonseca da Silva lembrar que a imagem do leite gaúcho vem sendo prejudicada por "atos nocivos" envolvendo a indústria. "Apesar da fantástica safra não estamos conseguindo uma gestão eficiente em preços no mercado. Esperamos que a Fenasul/Expoleite deste ano tragam melhores dias para os produtores", ponderou o dirigente da Farsul.

MARCELO G. RIBEIRO/MARCELO G. RIBEIRO/JC

Adriana Lampert

Fonte : Jornal do Comércio