.........

AGRONEGÓCIOS – Cota para leite uruguaio pode resolver crise, afirma Maggi

.........

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, reafirmou ontem a importância de estabelecer um regime de cotas para a entrada de leite uruguaio no Brasil. A afirmação foi feita a produtores de Minas Gerais, no município de Prata, onde estava acompanhado do presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Freitas. Produtores têm reclamado que a importação do produto do Uruguai tem afetado negativamente a formação de preços no mercado doméstico, inviabilizando a produção local.

O assunto deverá ser discutido com o presidente da República, Michel Temer, nesta semana, adiantou o ministro. "É muito complexo tratar disso, já que envolve não só o mercado interno, mas o externo também. Vamos agir com toda a calma, mas com firmeza para resolver o problema", disse o ministro no município mineiro, onde houve protesto contra a importação de leite. "Mostrei ao presidente o grau de deterioração em que se encontra o setor e argumentei que, se nada for feito, a sociedade brasileira sofrerá no futuro", relatou, demonstrando preocupação com o risco de queda da produção nacional e com eventual desabastecimento mais à frente.

Blairo Maggi explicou que há mais medidas em estudo para atender os produtores nacionais e que será enviada missão de técnicos ao país vizinho, tendo como um dos objetivos averiguar se há triangulação do leite exportado ao Brasil, conforme alegam representantes de entidades do setor leiteiro local e que se sentem prejudicados. A data da missão está sendo fechada entre o Brasil e o governo do Uruguai.

Fonte : Jornal do Comércio