.........

Agronegócios – Conab negocia 82% da oferta de milho

.........

Além do certame, a estatal também acertou o envio de mais 59,45 mil toneladas dos estoques públicos para municípios da Região Norte e Nordeste

O governo federal vendeu 164,1 mil toneladas do cereal em leilão

O governo federal vendeu 164,1 mil toneladas do cereal em leilão
Foto: Dreamstime

São Paulo – Produtores rurais negociaram 82% dos contratos de subvenção ao mercado de milho oferecidos ontem pela União em um leilão de prêmios conhecidos como Pepro, em que a equalização é paga aos agricultores ou a cooperativas.

No total, haviam sido ofertados, no primeiro leilão do gênero desta temporada, prêmios para 200 mil toneladas do cereal. O governo negociou 164,1 mil toneladas com Pepro, em uma operação que movimentou R$ 7,8 milhões.

Em um outro leilão semelhante, mas de Pep (Prêmio para o Escoamento), no qual a subvenção é paga ao comprador do milho, houve apenas 9,6% de negociação do volume ofertado inicialmente, de 200 mil toneladas.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), encarregada dos leilões, não havia divulgado até o início da tarde de ontem o resultado de uma terceira oferta, na qual foram oferecidos contratos de opção para agricultores venderem milho ao governo.

Nos contratos de opção, os produtores terão até o dia 11 de setembro deste ano para confirmar que exercerão o direito de venda do produto à Conab pelo valor de R$ 17,87 por saca de 60 kg do milho das safras 2016/17 e 2017.

Foram ofertados 7.400 contratos de opção de venda de milho em grãos.

As operações haviam sido autorizadas em portaria interministerial no dia 19 de abril.

O governo federal anunciou R$ 800 milhões para mecanismos de apoio aos produtores de milho, na tentativa de garantir preços mínimos em um momento de excesso de oferta no Brasil que tem pressionado as cotações da commodity.

Transporte

A Conab enviará mais 59,45 mil toneladas de milho em grãos dos estoques públicos para municípios das regiões Norte e Nordeste. O transporte foi negociado por meio de leilão realizado e garantirá o produto para pequenos criadores atendidos pelo Programa de Vendas em Balcão (ProVB).

O milho a ser removido está estocado em Mato Grosso e será ofertado a R$ 33 a saca de 60 kg, com subvenção autorizada pelo Conselho Interministerial de Estoques Públicos (Ciep).

Da Redação e Agências

Fonte : DCI