.........

AGRICULTURA – O que você precisa saber nesta quinta-feira

.........

Fonte:João Henrique Bosco/Canal Rural

Confira as principais notícias para começar o dia bem informado sobre tudo que afeta o agronegócio

Dólar
Após oscilar entre os campos negativo e positivo, a moeda norte-americana fechou a sessão em queda de 0,15%, com investidores apreensivos para a decisão do julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral. O dólar foi cotado em R$3,273 para a venda.

Soja
Nesta quarta-feira, 7, foi registrado um maior volume de negócios para a soja no mercado interno, puxado pela alta na bolsa de Chicago. De acordo com a consultoria Safras & Mercado, os preços no mercado físico subiram, animando os produtores a fechar negócios. Os analistas também aguardam a divulgação do relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) que vai ser apresentado nesta sexta-feira, 9. A expectativa é que o órgão reduza a estimativa para a safra 17/18 de soja americana e diminua os estoques finais da safra 16/17. Nesta quinta-feira a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulga na parte da manhã o 9º levantamento da safra brasileira 16/17 de grãos.

Milho
O mercado brasileiro de milho permanece com um perfil de negociações bastante retraídas, exceto com algumas vendas pontuais. Os produtores de Mato Grosso aguardam nesta quinta-feira, 8, três leilões para estímulo à comercialização. Para as operações de Prêmio para o Escoamento (PEP) serão ofertadas 330 mil toneladas, já para o Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro) serão 800 mil toneladas e outros 7.400 contratos de opção. Para o Sul do país há o alerta de geadas, que podem atingir áreas produtoras do grão no fim de semana.

Trigo
Os produtores avaliam os impactos das condições climáticas nas principais regiões produtoras do país. O plantio do cereal no Paraná está atrasado, mas a situação ainda não é crítica, já que os trabalhos de campo se estendem até meados de julho. Com a previsão de chuvas no Sul do Brasil, existe a possibilidade de atraso na aplicação de defensivos em algumas áreas, que deveriam acontecer já nos próximos dias. No Rio Grande do Sul a situação é pior. Os agricultores seguem preocupados com a janela de plantio tanto do trigo, como da soja. A previsão do tempo indica mais chuvas para estas regiões.

Café
Poucos negócios foram reportados e os produtores seguem retraídos com as vendas. As poucas negociações que acontecem são em volumes menores. O mercado segue de olho no risco de geadas em algumas regiões do cinturão cafeeiro para este fim de semana. De acordo com a Safras & Mercado, o avanço da colheita do café da safra 17/18 foi estimado em 25% da área, até o dia 6 de junho. Neste mesmo período do ano passado os trabalhos no campo estavam com avanço de 26%.

Boi
O mercado físico do boi gordo voltou a se deparar com pressão de baixa no decorrer desta quarta-feira, 7. De acordo com a Scot Consultoria a oferta de animais terminados tem atendido com facilidade a demanda das indústrias, o que pode dar espaço para as empresas testarem valores menores. Nestes casos o volume de negócios é reduzido.

Previsão do tempo para hoje
O destaque desta quinta-feira, 8, continua sendo as chuvas, que não dão trégua na região Sul do Brasil. De acordo com a Somar Meteorologia, as áreas indicadas para chuva forte se concentram no Rio Grande do Sul, com condição inclusive para ventania e eventual queda de granizo. Essas instabilidades também avançam conforme o dia passa para Santa Catarina e Paraná.  A partir de amanhã a previsão do tempo indica risco de geadas para esta região, se estendendo até o fim de semana. Áreas de café no Sul de Minas também poderão ser prejudicadas.

  • Francielle Bertolacini, com informações da Safras & Mercado
  • Fonte : Canal Rural