.........

AGRICULTURA – MERCADO – O que você precisa saber nesta terça-feira

.........

Fonte:Roberto Kazuhiko Zito/Embrapa

Confira as principais informações sobre dólar, mercado agrícola e previsão do tempo

Dólar
A moeda americana fechou o pregão desta segunda-feira, 12, em alta de 0,63%, a R$ 3,3120 para venda e consolidou os ganhos no decorrer da tarde. A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em absolver a chapa Dilma-Temer da acusação de abuso de poder econômico reduziu as incertezas, mas não o suficiente para trazer confiança aos investidores. O mercado está apreensivo com a possibilidade de denúncia do procurador geral da república, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer no STF. Os analistas também se questionam se o governo tem capacidade em dar andamento às reformas.

A expectativa de aumento nos juros dos Estados Unidos pelo Federal Reserve (FED), que é o banco central norte americano, nesta semana também colaborou para o fortacelimento do dólar ao redor do mundo e aqui no Brasil.

Soja
A segunda-feira foi de poucos negócios para a soja no mercado interno. O dólar ampliou os ganhos, mas em compensação a bolsa de Chicago teve um dia no negativo. A previsão de chuvas durante o fim de semana no cinturão produtor americano foi um dos motivos que pôs fim a uma sequência de seis pregões consegutivos de ganhos.

Ainda na segunda o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou o relatório de condição das lavouras americanas. De acordo com o órgão, 92% da safra 17/18 já foi plantada e 66% estão em boas ou excelentes condições.

Milho
No mercado do milho alguns negócios foram reportados. Segundo a consultoria Safras & Mercado, houve registro de geadas em algumas áreas produtoras do oeste do Paraná e sul de Mato Grosso do sul, mas sem perdas nas lavouras. A expectativa é que sem riscos climáticos, a pressão vendedora aumente. Os produtores voltam agora as atenções para o início da colheita.

Nos Estados Unidos, 67% da safra 17/18 estão em condições boas ou excelentes.

Café
Os preços seguem firmes no mercado físico de café. Apesar da melhora nas cotações, o produtor continua retraído diante dos níveis de preços praticados pelo comprador. Não houve geadas em áreas cafeeiras no final de semana e mesmo sem prejuízos aos cafezais os investidores seguem cautelosos diante do frio no Brasil. Veja os preços do café na sua região aqui.

Boi
A Safras & Mercado indica que o mercado físico do boi gordo continua com pressão de baixa no decorrer. Os frigoríficos permanecem com escalas de abate muito bem posicionadas, entre cinco e sete dias úteis. Mesmo durante a primeira quinzena do mês não há espaço para reajustes dos preços de balcão, o viés ainda é de baixa no curto prazo.

Previsão do tempo
A terça-feira, 13, segue com aumento da nebulosidade no Paraná. Existe a previsão de chuva a qualquer momento, mas os maiores acumulados e o potencial para transtornos se concentram no norte e no leste do estado. No oeste de Santa Catarina a nebulosidade aumenta ao longo do dia e há condição de chuva fraca e isolada na parte da tarde. Nas demais áreas do Sul, o ar seco predomina e garante o tempo firme. A sensação de frio continua diminuindo gradativamente e não há mais risco para formação de geadas.

Instabilidades continuam no estado de São Paulo e tem condição para chuva a qualquer momento. Os maiores acumulados e o risco para transtornos é maior no sul do estado. Na metade sul de Minas Gerais, no Rio de Janeiro e no Espírito Santo também tem a possibilidade de condição para chuva, porém com menores acumulados. No centro-norte mineiro, o sol predomina e não há condições para chover. Com relação às temperaturas, a sensação é mais agradável que nos dias anteriores, principalmente pelo amanhecer, tanto pelo aumento da nebulosidade, como pelo enfraquecimento da massa de ar frio.

No Centro-Oeste áreas de instabilidade espalham nuvens carregadas por Mato Grosso do Sul. Há previsão para pancadas de chuva, acompanhadas por descargas elétricas e volumes moderados a qualquer hora do dia, principalmente na metade sul do estado. No leste e sul de Goiás também existe a possibilidade de nebulosidade ao longo do dia, mas a chuva é bem mais isolada e com menores acumulados. Nas demais áreas do Centro-Oeste, a presença de uma massa de ar seco garante o tempo firme. Na parte da tarde a sensação é de calor em todos os estados.

No nordeste uma massa de ar seco predomina no interior e garante o tempo firme ao longo do dia. Apenas no norte do Maranhão e na faixa litorânea que vai desde o leste do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia é que aumenta a nebulosidade por causa dos ventos úmidos do mar. Nestas áreas tem condição para chuva isolada e com baixos acumulados no decorrer da terça-feira. As temperaturas seguem elevadas na região, mesmo onde há previsão para chuva, por isso a sensação é de tempo abafado na parte da tarde.

Uma massa de ar seco predomina em parte do Norte do Brasil e garante o tempo firme no Tocantins, em Rondônia, no Acre e na metade sul do Amazonas e do Pará. Nas demais áreas da região o tempo segue instável, com condição para pancadas de chuva a qualquer momento e com possibilidade de descargas elétricas.

  • Francielle Bertolacini, com informações da Safras & Mercado
  • Fonte : Canal Rural