.........

Agricultura familiar precisa de Políticas Públicas, aponta Riva

.........

Fonte: Midia News | DA REDAÇÃO

Para mecanizar o setor de forma sustentável, o deputado Riva mais uma vez defendeu o sistema de manejo de pastagem rotacionado denominado Voisin

Com uma economia baseada no setor primário, Mato Grosso necessita de políticas públicas voltadas à agricultura familiar, a fim de promover investimentos tecnológicos no setor na busca de uma economia sustentável. Esta foi a avaliação feita pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva, nesta sexta-feira (21), durante a abertura da audiência pública, que discutiu questões ambientais, em especial a sustentabilidade dos recursos hídricos no Brasil. O evento faz parte de uma série de reuniões referente à Conferência das Nações Unidas Rio + 20, que irá acontecer em junho de 2012.

"Precisamos pensar na qualidade de vida do homem da Amazônia. O agricultor necessita de políticas públicas. É mais do que necessária essa reunião preparatória para que dê segurança à classe produtora e também para o meio ambiente. A natureza tem emitido mensagens, a partir de grandes catástrofes ocorridas, como as enchentes no Rio de Janeiro e em Mato Grosso. Passou da hora de acordarmos para a nossa realidade. Não dá pra desprezar os nossos rios que são como as artérias que alimentam o coração e fazem funcionar o corpo", destacou Riva.

O presidente lembra que para Mato Grosso, detentor de uma produção de 27 milhões de gado e possui entre 18 e 19 milhões de hectares de pasto, a preocupação ainda é maior com a questão ambiental. Segundo ele, a pecuária extensiva precisa avançar em tecnologia. "Precisamos conciliar desenvolvimento com meio ambiente".

SISTEMA VOISIN – Para mecanizar o setor de forma sustentável, o deputado mais uma vez defendeu o sistema de manejo de pastagem rotacionado denominado Voisin. "Por exemplo, o Voisin seria uma saída para o agricultor familiar. Cheguei a encaminhar essa proposta a todos os parlamentares federais, mas não obtive retorno. A agricultura familiar está falida e precisa de ações do governo que resultem em sustentabilidade".

Como projeto piloto, o sistema Voisin já foi implantado em algumas fazendas em Mato Grosso, obtendo resultados positivos com menor impacto ao meio ambiente. Hoje, conforme Riva, já é possível criar duas cabeças de gado em meio hectare. Nele, o gado cresce com mais qualidade e rapidez, de excelente pasto e com menor custo. Riva explica que para formar o pasto no método tradicional em 50 hectares, por exemplo, são gastos em torno de R$ 50 mil. Contudo, para fazer o sistema Voisin nesses mesmos 50 ha e quadruplicar o tamanho do rebanho, são gastos no máximo R$ 30 mil.

O Voisin é um modelo ultraintensivo de rotação de pastagens, em piquetes de área bastante reduzida (1 ha), que servem de pastagem, sucessivamente, para o gado, durante períodos bastante curtos, de um dia ou menos.