.........

Agricultura familiar ganha novo mercado

.........

AGRONEGÓCIOS Produtos do setor, como frutas, verduras, laticínios e geleias, vão abastecer hotéis e resorts da Bahia

Frutas, verduras, laticínios, geleias, café, carne de ovinos e caprinos e outros produtos da AGRICULTURA FAMILIAR vão deixar ainda mais saudáveis as refeições dos hotéis e resorts do Estado, que também vão pagar mais barato pelos alimentos e garantir aumento de renda e produção aos agricultores. A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – Bahia (Abih) e a Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri) assinaram um acordo de inserção no mercado hoteleiro da AGRICULTURA FAMILIAR e produtos da Cesta Competitiva, que agrega diversos itens fabricados na Bahia.

Com a iniciativa da entidade na Bahia, o Ministério do Desenvolvimento Agrário lançou o programa em todo o País. "Nós fizemos na Bahia o primeiro acordo, e o ministro Afonso Florence levou a ideia para a Abih nacional", explica o superintendente da AGRICULTURA FAMILIAR da Seagri, Wilson Dias.

A princípio, o programa na Bahia conta com 16 cooperativas do Estado, com oito mil famílias de agricultores. "A AGRICULTURA FAMILIAR é hoje responsável por 70% dos ali-mentos produzidos na Bahia. Porém, existe uma cadeia de intermediação que faz com que apenas 15% do valor do produto chegue ao agricultor", afirma Dias.

Para certificar a qualidade, os produtos receberão um selo da Seagri. Aos hotéis que aderirem à iniciativa também será conferido um certificado de responsabilidade social. Outra vantagem é a isenção de ICMS. "Com isso, vamos ter produtos mais saudáveis e maior renda para os agricultores", destaca Dias.

Segundo ele, um centro de distribuição será construído, em 2012, em Lauro de Freitas, para concentrar os produtos e repassá-los aos hotéis.

Cooperativismo

O presidente da União das Co-operativas da AGRICULTURA FAMILIAR e Economia Solidária do Estado da Bahia (Unicafes), Urbano Carvalho, afirma que a parceira deve estimular o crescimento da produção. "Sem a cooperativa e parceiros, o produtor terminava vendendo ao atravessador a qualquer preço. Hoje temos como colocar no mercado, agregando valor ao produto.

A partir do momento que ele ganha mais, passa a investir mais na sua produção".

O Othon Palace Hotel, o Catussaba e o Grande Hotel da Barra já adquirem os produtos como parte da parceria.De acordo com o presidente da Abih BA, Manoel Garrido, a intenção é que toda a rede hoteleira ingresse no programa a partir do ano que vem. "Vamos apresentar melhor o programa para outros hotéis e mostrar que o custo é menor, a qualidade é muito boa, além disso fortalece o Estado, proporcionando o aumento da cadeia produtiva".

De acordo com o presidente da Abih, Manoel Garrido, a intenção é que toda a rede hoteleira ingresse no programa a partir de 2012

Fonte: A TARDE – BA  | ALANA FRAGA