AGRICULTURA – AGROTÓXICOS – Anvisa proíbe fungicida procloraz, usado em hortaliças, frutas e trigo

Produto é vendido comercialmente como Sportak 450 EC, Mirage 450 EC e Jade

NOTÍCIAS RELACIONADAS

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu na última quinta-feira, dia 28, pela proibição do fungicida procloraz. Trata-se de um ingrediente ativo utilizado em agrotóxicos vendidos no país.

De acordo com nota técnica publicada pela Anvisa no ano passado, quando foram apresentadas as motivações para reavaliação, o procloraz foi lançado na década de 1980 e é utilizado em culturas de cebola, cenoura, cevada, mamão, manga, melancia, tomate e trigo. Também está registrado para algodão, batata e rosa.

Existem três formulações de procloraz no país: Sportak 450 EC, Mirage 450 EC e Jade. O produto pertence ao grupo dos agentes imidazólicos, que, segundo o material divulgado pela Anvisa,  tem potencial de desregulação endócrina.

Segundo a nota técnica, o procloraz não possui registro nos Estados Unidos nem no Canadá. A União Europeia teria renovado o registro do produto em 2012, mas com algumas condições e limitações, apontando lacunas nos dados fornecidos pelas companhias registrantes, entre elas, o possível potencial de desregulação endócrina.

No Brasil, a monografia do fungicida continuará vigente até 2017, somente para fins de monitoramento da presença de resíduos de procloraz em alimentos. A diretoria da Anvisa também discutiu a incorporação de novas monografias na 5ª Edição da Farmacopéia Brasileira. A próxima reunião pública órgão será realizada em 18 de fevereiro.

Fonte : Canal Rural