Abramilho apresentará projeto de reestruturação do mercado do milho na Bienal da Agricultura

milho site

A Abramilho – Associação Brasileira dos Produtores de Milho apresentará um projeto de reestruturação da produção de milho nacional durante a principal vitrine do agronegócio, a Bienal dos Negócios da Agricultura Brasil Central, que será realizada nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo.

O projeto refere-se a um diagnóstico do setor produtivo do milho no Brasil realizado pela instituição. Para o presidente da Abramilho, Sérgio Bortolozzo, o projeto apresentará soluções e encaminhará procedimentos para os principais gargalos do segmento. Durante a Bienal da Agricultura, no dia 1º de setembro, Bortolozzo participará do debate no painel ‘Importância da Pesquisa, Ciência e Tecnologia e Inovação na Agricultura’.

"Por iniciativa do nosso presidente executivo, ministro Alysson Paulinelli, foi feita uma parceria entre a Abramilho, Fundação Dom Cabral, Embrapa, Universidade de Lavras e Esalq para fazer um diagnóstico da cadeia produtiva do milho no Brasil. Para isso foram realizados nove encontros nas principais regiões produtora, onde foram levantados os problemas e apresentadas as soluções", ressalta Bortolozzo.

Segundo o dirigente, o documento foi encaminhado ao Governo Federal, por intermédio do Mapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento."Nós, produtores de milho, perdemos a interlocução com o Governo e nossos pleitos passaram a ser desordenado e pouco representativos. Entendemos que elaborar esse documento seria a forma mais objetiva de solução dos problemas", afirma.

Para o presidente da Abramilho, Sérgio Bortolozzo, a Bienal da Agricultura pode melhorar o desempenho produtivo da agricultura no Centro-Oeste e, consequentemente, em todo o País. "São fóruns de discussões legítimas do nosso negócio, onde tudo é exposto, analisado, concluído e posto em prática para facilitar nossa caminhada".

Informações disponibilizadas no evento auxiliarão o produtor de milho nas negociações futuras. "Os fundamentos do mercado não são favoráveis, mas muita coisa ainda pode acontecer e nós não deixaremos de plantar por conta disso. Somos persistentes e o nosso povo e o nosso  país precisa de nós", salienta Bortolozzo.

Sobre a Bienal – A Bienal dos Negócios da Agricultura Brasil Central é vitrine do agronegócio da região Centro-Oeste. Traz para discussão os temas mais emergentes do setor e já está na agenda dos principais eventos agro do País. É realizado pelas federações de agricultura e pecuária dos estados de MS, MT, GO e do Distrito Federal, de forma rotativa. A edição 2015 será realizada em Campo Grande (MS) e tem patrocínio da Monsanto, Bayer, Dow, Basf e OCB Centro-Oeste – Organização das Cooperativas do Brasil. Para mais informações, acesse www.bienaldaagricultura.com.br


Assessoria de Imprensa Sistema Famasul

Fonte: Famasul