ABCS pede ao governo aumento do limite de crédito para retenção de matrizes

Representantes da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) estiveram reunidos no final da tarde desta quinta-feira (5) com o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Caio Rocha, para reforçar as reivindicações dos suinocultores em busca de uma solução para a crise que afeta o setor.

Desta vez, a solicitação foi para que o Ministério da Agricultura realize um aumento no limite de crédito de custeio para as matrizes oferecido aos produtores.

A ABCS pede que seja o valor seja de R$ 500 por matriz, sendo que o teto de endividamento seja de acordo com a capacidade de pagamento de cada produtor. Como o pedido demanda custos para o governo, o secretário se comprometeu a elaborar uma justificativa ao Conselho Monetário.

Nesta semana, a ABCS já havia solicitado ao Ministério a liberação extra limite do crédito de custeio no valor de R$1.200.000,00 por suinocultor conforme aprovado no Plano Safra 2012/2013. A ABCS e os produtores que sofrem com a  crise do setor aguardam ansiosamente um posicionamento por parte do governo.

A crise que assola nossa atividade precisa de respostas rápidas por parte das autoridades. O produtor não pode sofrer sozinho as conseqüências da falta de políticas capazes de solucionar o problema. É preciso que o governo anuncie medidas a curto e médio prazo.

Fonte: Ruralbr | Postado por Marcelo Lopes, às 8:00