Abatedouros terão diagnóstico

Representantes do Conselho de Pecuária de Corte do Fundesa decidiram, ontem, retomar o projeto de um diagnóstico da situação de abatedouros de carne bovina e ovina no Estado. Segundo o presidente do Fundesa, Rogério Kerber, o levantamento, ainda sem data de início, é voltado principalmente para empreendimentos com inspeção estadual e municipal. O objetivo, segundo o dirigente, é levantar os gargalos para sugerir melhorias de estrutura de abate. Conforme Kerber, não há um orçamento definido, mas já foram convidados para participar o Senar, o Senai e o Conagro/Fiergs.

Nos últimos seis meses, o fundo investiu quase R$ 1 milhão em ações de defesa sanitária, capacitação de veterinários e técnicos da Seapa e em indenizações. O Fundesa tem um saldo de mais de R$ 34,5 milhões.

Fonte: Correio do Povo