A cinco dias da Expointer, bombeiros liberam área geral de parque no RS

 

Tradicional sede do evento havia sido interditada após temporal em 2014.
Bombeiros trabalham para aprovar PPCI de cerca de 400 estandes a tempo.

Remodelação do Parque de Exposições em Esteio é finalizada (Foto: Divulgação/Seap)

Remodelação do Parque de Exposições em Esteio é finalizada (Foto: Divulgação/Seap)

A cinco dias do início da Expointer, a área geral do Parque de Exposição Assis Brasil, tradicional sede do evento, foi liberado nesta segunda-feira (24) pelo Corpo de Bombeiros. O local situado em Esteio, na Região Metropolitana de Porto Alegre, estava interditado desde fevereiro, devido às consequências de um temporal em dezembro do ano passado.

Apesar de o parque ainda passar por reparos, os bombeiros garantem a realização do evento sem problemas. "O que aconteceu foi a desinterdição das áreas críticas comuns, dos prédios e passeios onde havia problemas e os riscos foram minimizados. O parque já tem 45 anos e nunca recebeu um tratamento estrutural, mas a questão elétrica precisa sofrer uma reforma muito grande, e isso será feito até o final do ano", explica o comandante do 8º Batalhão do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Darlan da Silva Adriano.

Sartori visitou o parque no dia da liberação pelos bombeiros (Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini)

Sartori visitou o parque no dia da liberação pelos
bombeiros (Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini)

Maior feira agropecuária a céu aberto da América Latina, a Expointer começa neste sábado (29), e se estende até 6 de setembro. Após a liberação da área do evento, uma equipe dos bombeiros trabalha para verificar os Planos de Proteção Contra Incêndio (PPCI) dos cerca de 500 estandes – 100 já haviam sido aprovados até esta segunda-feira.

"Nesta semana, temos 12 homens trabalhando 12 horas para dar atendimento a todos. Aqueles estandes e prédios que não tiverem o PPCI aprovado não funcionarão", disse Darlan.

No dia da liberação, o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, visitou a área do parque que está em fase final de reforma. Segundo o Piratini, o trecho das obras de responsabilidade do Estado está 100% pronto, e a parte relativa à iniciativa privada está 95% finalizada.

"O que vemos aqui nos deixa satisfeitos, pois as melhorias são muitas. Há também ações preventivas, que nos dão segurança para que esta seja uma grande exposição. Dificuldades e desafios econômicos são superados com criatividade e solidariedade", disse Sartori.

saiba mais

O temporal que atingiu o parque em dezembro do ano passado teve rajadas de vento de até 129 km/h, e danificou pelo menos 70% da estrutura. "Apesar das dificuldades do Estado, buscamos parceria público-privada para trabalharmos na reconstrução, e estamos hoje com as obras quase prontas", disse o secretário da Agricultura, Ernani Polo.

Os pavilhões da Área Internacional e do Gado de Corte já foram reformados. As obras foram executadas pelo governo em parceria com o Sindicato da Indústria das Máquinas do RS (Simers), Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Crioulo (ABCCC) e Federação da Agricultura do Estado do RS (Farsul).

A ABCC trabalha para finalizar mais um pavilhão, que abrigará equinos e terá um espaço para o público conferir o desfile dos campeões, um boulevard e uma pista coberta para os leilões da raça. São 4.758 animais com participação confirmada na Expointer 2015.

Além da reforma realizada na rede elétrica, o parque contou ainda com a troca de cercas das quatro pistas de provas e a construção de um novo lavador para o gado leiteiro. Foram restauradas duas coberturas para desembarque, uma para os rústicos e outras para os animais de argola.

Fonte : Globo